22 novembro 2007

ANÓNIMOS


Achar que o anonimato colide com a minha noção mais básica de frontalidade explica nunca me ter mascarado.

12 comentários:

medusa disse...

usar máscaras até pode ser bastante divertido!!!!

Taxi Driver disse...

Boa postura!

mazona disse...

Será? Será que existe frontalidade suficientemente cristalina que não se revista de máscaras que, consciente ou inconscientemente, colocamos sobre a nossa própria identidade e individualidade?

Eunice disse...

Espero que os anonimos desaparecem...

Dalaila disse...

as máscaras onde as pessoas se conhecem acho divertido....

Mas onde estejam todos mascarados!

Aos anonimatos, para mim não são mascarados, porque nem a máscara mostram

Capitão Merda disse...

Pá, e eu a pensar, pelos desenvolvimentos, que fazias ideia da identidade de alguns dos tais anónimos...

jorge c. disse...

Subscrevo.
Nunca usei uma máscara. Já me mascarei, mas sempre de coisas estranhas tipo Político Populista (esse foi genial, JG, tinha um assessor e tudo) sem nunca usar uma máscara.
A comparação é excelente. JG está de volta no seu melhor!

Anónimo disse...

Pois é sr. jg, o seu blog já não tem a graça e a simpatia que tinha, perdeu, e perdeu porque certas pessoas se intitularam anónimos, aproveitando-se de comentários que não lhe pertenciam. Tenho muita pena, mas já não justifica comentar no seu blog, tornou-se num blog elitista, e desse club já existem demais. Gostei muito de ter participado, comentando alguns postes seus.
Um abraço
AnaB.

Funes, o memorioso disse...

Andas um bocado madraço, não andas?
Ou esta falta de produção é apenas trabalho?

Eunice disse...

Opa... agora que os anónimos se foram, querem ver que ninguem dá a cara???

costanova disse...

Então JG, será que posso pressupor que a tua ausência significa excesso de trabalho???? Ou pelo facto de estar frio as tuas mãos ficam no quentinho... na caminha... no namoro???? Vê se te portas bem se não a Mãe Natal não aparece...
Bjs

jorge c. disse...

Então, calaceiro?