07 abril 2008

AMANHECER



Hoje acordei com um chinfrim do caneco, da clientela da tasca da esquina a bater à porta do taberneiro.
Excepcionalmente, hoje, não queriam vinho.
Queriam alertar o proprietário para a necessidade de água.

10 comentários:

Mofina Mendes disse...

A culpa é dos isqueiros sem segurança.

redonda disse...

Eu ouvi a notícia na rádio e pensei em qual seria a causa.

mazona disse...

É impressão minha ou esta foto é de Águeda?!

Mofina Mendes disse...

Será que também existe água etílica?

dass disse...

Está na hora de mudar de despertador.

helena disse...

uma água nada ardente, por favor.

cuscavel disse...

Caro Jg, vimos deixar-lhe um desafio: "Por que odeio o feminismo..."
Palavreie e passe palavra.

http://cuscasdasgajas.blogspot.com/2008/04/por-que-odeio-o-feminismo.html

Capitão Merda disse...

O "blog" também ardeu, JG?!

Anónimo disse...

Visite www.blogoportunidades.blogspot.com

jorge c. disse...

Desta vez está a abusar da sorte!