05 janeiro 2009

MANIA DAS GRANDEZAS

Há meia dúzia de anos atrás houve uma qualquer escandaleira a propósito do então Ministro dos Negócios Estrangeiros, Martins da Cruz, ter querido favorecer a entrada da filha para o curso de medicina.
Dias depois, o Ministro da Educação, Marçal Grilo (?), concedeu uma entrevista na televisão.
Entre outras coisas de menor importância ouvi-o, repetidamente, porque repetida foi a pergunta feita pela entrevistadora, dizer que apesar de em Espanha as universidades espanholas ministrarem 300 cursos superiores, em Portugal as nossas universidades tinham ao dispor dos alunos 1300 (MIL E TREZENTOS) cursos superiores.
Fiquei com dúvidas se o que o ministro acababa de afirmar me deixou mais atónito do que à entrevistadora ou até ao próprio ministro.
Hoje soube que, em alternativa aos cursos superiores, existe o chamado Ensino Profissional que em poucos anos passou da oferta de 1400 cursos para 4500 (QUATRO MIL E QUINHENTOS) disponíveis para todos os que acham que a universidade não tem futuro ou simplesmente não têm nota para lá entrar.
Como os 4500 (QUATRO MIL E QUINHENTOS) cursos albergam 90 000 estudantes, umas contitas ligeiras permitem ilações surpreendentes.

4 comentários:

Alegria disse...

Olha lá prque será que as mulheres usam fio dental?

Fermelanidades de Matos disse...

Olha lá mas que contas são essas?

Inês Brito disse...

Eh pah..realmente é parvo, mas se acham que isso faz o país avançar é melhor deixa-los lá.

Só uma coisinha, as cabras não dão lã, mas a ideia da cabra virgem está francamente inteligente, sim, pq eu, felizmente, sei rir-me de mim própria :D

Bj,
(i)

jg disse...

ALEGRIA:
Queres saber ou apenas saber se eu sei?!

FERMELANIDADES:
Por exemplo, se os alunos fossem distribuidos por todos os cursos, daria 20 alunos por curso. Como cada curso deve ter mais do que um ano, daria 3 gatos pingados por ano!

INÊS:
Eles lá acham alguma coisa dde jeito?!!
Quanto ao facto de as cabras não darem lã, faz uma pequena pesquisa sobre "seda de caxemira" e surpreende-te!