21 janeiro 2010

PRIMITIVISMO BACOCO


Será que o mulherio ainda não se apercebeu do erro medonho que é tatuar o corpo?!
Independentemente do local do corpo onde o fazem, do tamanho da gravação, seja ela a cores ou a preto e branco, o resultado final é sempre uma bizarria.
Isto não invalida que não haja gajos que achem o fenómeno interessante. Mas isso são outros quinhentos.
Uma fulana ao exibir as macacadas tatuadas no corpo, contrariamente ao que ela pensa, não dá sinais de modernidade, de sensualidade, de juventude ou de sensibilidade artística.
Limita-se a exibir uma invulgar vulgaridade.

19 comentários:

Fermelanidades Leite de Matos disse...

Conheci uma gaja que queria tatuar o intestino grosso por dentro e o delgado por fora. E no fígado meter um piercing.

Blimunda disse...

Devia virar moda a mutilação genital feminina. Queria ver quantas seriam as almas a aderir.

Blimunda disse...

E já agora, para não descriminar ninguém, o equivalente masculino. Mas excisão completa, zás.

bonifaceo disse...

Eu também acho. Nem se vê a cor da pele, e isso sim, é bonito, agora desenhos?! Desenhos é para crianças!! Mas mesmo que se queira desenhos, na roupa tem mais lógica, podes trocar facilmente, agora andar ali com aquilo, que era como se fosse permanente, pois não se tira de um dia para o outro.

mac disse...

Meninos e meninas, sejam honestos: quantas mulheres conhecem que não tenham um ou mais furos nas orelhas, onde são peduradas coisas?

Claro que aquilo que achamos normal e bonito é normal e bonito. Obviamente, aquilo que não achamos normal nem bonito é horrorosamente medonho e bizarro.

mac disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mac disse...

penduradas coisas.

Batatas! A dislexia é desmoralizante...

bonifaceo disse...

mac, já estava à espera que alguém falasse nisso. Não ligo a brincos, mas de qualquer maneira é uma coisa que podes tirar e fica apenas um pequeno furo. Na cara, não gosto de piercings nem dessas tretas. Embora não fique escandalizado, cada um que faça o que quiser...

privada disse...

Ei um dia , tava a olhar para uma miuda, pasmado nao entendia o ke faltava na cara da gaja, eh pá, tinha sobrancelhas tatuadas, sério, para poupar na esteticista.
Quando os pelos no peito voltarem a estar na moda já sei o que vou fazer, tatuar, ali direitinhos tá, completados.

privada disse...

Nao sei de dá para tatuar entradas JG, mas olhe ke enfim depois da gente comprender que akilo é uma tatuagem parece mesmo pelo.

Blimunda disse...

Mac, eu tenho porque não me foi pedida a opinião antes de me fazerem os furos. Mas mal tive livre arbítrio (aí por volta do 3 anos) tratei de providenciar uma infecção tal nas orelhas para me tirarem as arrecadas. Até hoje. Quero cá agora coisas penduradas! De acessórios inúteis, uso uma coisa metálica, amarela e redonda no anelar esquerdo, nem sei bem porquê...

Blimunda disse...

Xii, boa ideia Privada.

Jotaquê, faiss uma tatoo na entradjinha, vai...

jg disse...

FERMENALIDADES:
Ideias de merda...

BLIMUNDA:
Importa é que seja moda.

BONIFACEO:
Tira-se na hora. Com rebarbadora.

MAC:
Nem mais!!!

BONIFACEO:
Não sejas vira casacas, pá!!

PRIVADA:
A única coisa de jeito que daria para tatuar nas entradas, era um par de cornos.
Mas se um gajo tomar cálcio com força, eles hão-de crescer.
Viçosos!!!

BLIMUNDA:
Aos três anos já eras emancipada para sacar as arrecadas, aos trinta e tal (+IVA) não consegues livrar-te de uma coisa metálica, amarela e redonda no anelar esquerdo.
Gargantilha aos montes, é o que é!!!!

Quanto ao teu pedido final, mais facilmente mandaria abrir rosca!!!

bonifaceo disse...

Eu não sou vira casacas. Só queria dizer que não sou propriamente anti nada dessas coisas, querem usar, usem, mas eu tenho a minha opinião.
Cá para mim tens um brinquinho...

Miss Kin disse...

Opiniões... Como diz o outro, "são como os cús, quem quer dá-lo, dá-lo". E ou só vou dar um bocadinho da minha, adoro tatuagens! Não ficam bem a toda a gente e muitas vezes o bom senso fica de lado quando se faz uma, por isso se vêem tantas aberrações por aí (atenção que aberrações, falo de coisas feias, não de gente tatuada).
Independentemente de se gostar ao não, fazer uma tatuagem é, ou devia ser, para os comuns mortais, as vedetas não contam, uma decisão ainda mais pensada que um casamento, porque para elas não há divórcio, e quando há a hipótese de haver, dói bastante mais...

jg disse...

BONIFÁCEO:
Não confundas "ser do contra" com "ser subscritor de".
Não me atrevo a comer orelheira de porco, mas estou-me nas tintas para que outros a comam.
E ainda bem, para se evitarem desperdícios.
Quanto a brinquinhos e piercings, comigo não pegam. Como tomo banho diariamente não me estou a ver a engalhar-me naquela macacada de arames, parafusos contraporcas e essas merdas.
Mas há imensas tribos a recorrer a esse tipo de decoração. Gostam de imitar a passarada e não sei o quê...

jg disse...

MISS KIN:
Como cantava o Variações "Quando a cabeça não tem juízo, o corpo é que paga...)

Miss Kin disse...

Olha antes fosse esta a paga de quando a cabeça não tem juízo! ;)

bonifaceo disse...

Eu não confundi, tu é que me chamaste vira casacas.