24 julho 2007

SABER RECEBER


A fama da Figueira da Foz ter os bancos mais apetecíveis para assaltar, foi além fronteiras. No tempo da outra senhora já o negócio tinha rendido uns cobres.
Para prestigiar a urbe, chegou ontem o espanhol mais procurado pela polícia para executar o seu trabalhinho. A coisa coreeu mal e apanharam o meleante.
Teriamos uma projecção internacional com o feito, não fosse a típica atitude da populaça a ofuscar o brilho do acontecimento.
O assaltante, conhecido pela particularidade de agir sempre a solo, o que lhe valeu a alcunha de "El Solitário", viu o seu nome enxovalhado na praça pública. Então não é que se reuniu gentinha aos magotes para o ver chegar a tribunal?!!
Anos a fio a construir a reputação de "El Solitário" e um banho de multidão a mandar-lhe por água abaixo o título de uma vida.
Que falta de descrição.
Depois queixamo-nos que só os nossos é que nos roubam.

3 comentários:

rps disse...

E onde pára a massa que o Palma Inácio gamou?

Mofina Mendes disse...

A culpa é do vento da praia. É preciso entreter de qualquer maneira.

jg disse...

RPS:
A mim não calhou "cheta"

MOFINA:
O vento é sempre o suspeito!!